domingo, 19 de março de 2017

E porque ela me compreende



Tenho tantas vezes este sonho estranho e penetrante
De uma mulher desconhecida que me ama e eu amo
E que nunca é a mesma nem completamente outra,
mas que como ninguém me ama e compreende.

E porque ela me compreende, só para ela o meu coração é transparente.
Para ela apenas infelizmente! eu deixo de ser um problema
Pois só ela alivia esta pesada dor
com as lágrimas que deixa correr sobre a minha fronte...

Se é loura morena ou ruiva ? eu ignoro.
O seu nome ? só me lembro que ele é doce e sonoro,
Como o dos seres amadas que pela vida de nós são exilados.

O seu olhar é parecido com o olhar das estátuas
E, a sua voz, longínqua e calma, e grave, tem
A inflexão das vozes queridas que se calaram para sempre.

Paul Verlaine


Sem comentários:

Enviar um comentário